top of page

Ergonomia: bem-estar no trabalho e na vida

Parceria leva conhecimento sobre Ergonomia aos aprendizes

Thiago: experiência a serviço da conscientização

A AEHDA promoveu um treinamento essencial para seus aprendizes na última semana (1 a 5/7). O evento, realizado no auditório da entidade, contou com a participação do professor Thiago Camargo Cianciardi, fisioterapeuta e especialista em Fisioterapia do Trabalho e Ergonomia pela FHO, com especializações também na área de Acupuntura Sistêmica e Microssistemas Orientais pelo Instituto Brasileiro de Acupuntura e Massoterapia. Atuando como docente, é também fisioterapeuta na APAE, em Araras, SP.


O objetivo desse treinamento foi conscientizar os jovens sobre a importância da ergonomia no ambiente de trabalho e também nas situações em geral da vida, adotando hábitos de observação e prevenção que terão efeitos saudáveis ao longo de suas vidas.


A ergonomia é a ciência aplicada que estuda a interação entre pessoas e seus ambientes, com o objetivo de otimizar o bem-estar, a saúde e a performance. Seu foco é projetar produtos, sistemas e tarefas que se adaptem às capacidades e necessidades humanas, prevenindo fadiga, lesões e distúrbios musculoesqueléticos, além de aumentar a produtividade, a segurança e a satisfação no trabalho e em outras atividades.


A aplicação da ergonomia abrange diversos campos, como trabalho, design de produtos, sistemas e ambientes. Seu impacto contribui para melhorar a qualidade de vida das pessoas, tornando o trabalho mais seguro, confortável e produtivo, e os produtos e ambientes mais acessíveis e funcionais.


Yasmin aprova conscientização

Yasmim Sampaio do Carmo, aprendiz na empresa Sucorrico, destacou a dinâmica e o interesse despertado pela palestra. A ergonomia, segundo a jovem, está presente em nosso cotidiano e impacta a vida de todos. Tratar desse tema é muito importante para todos nós, conclui.


A educadora Raquel Villaron Mendes, da AEHDA, ressaltou a importância do conteúdo para o autocuidado, a proteção da saúde e a prevenção de acidentes. "A ergonomia não se restringe ao ambiente profissional; é um conceito que influencia significativamente nossa vida diária.", observa.


Educadora Raquel abre evento de conscientização para o tema

Norma Regulamentadora | NR-17


Com muitas normas que disciplinam as questões que envolvem a segurança e medicina do trabalho, bem como a prevenção dos acidentes, a ergonomia ganha um destaque especial na NR-17 (link aqui), onde se encontram as orientações principais para a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores.


Ergonomista como profissão


Em uma reunião recente, (11/4), representantes de diversas entidades, incluindo a Associação Brasileira de Ergonomia (ABERGO) e conselhos profissionais, chegaram a um consenso sobre a inclusão da profissão de Ergonomista na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO). Essa atualização, que será divulgada nos próximos meses, reconhece o papel fundamental do Ergonomista na organização do ambiente de trabalho e na redução de riscos relacionados à interação entre seres humanos, máquinas e equipamentos. A inclusão na CBO fortalece a posição dessa atividade multidisciplinar e promove um trabalho de qualidade em prol do bem-estar dos trabalhadores. (ver mais)

 

AEHDA: Mário Joanoni - MTb 025.546. Com fotos de Milton Buzon e informações de Raquel Villaron Mendes.


34 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


whatsapp-logo-1.png
bottom of page